Carregando...
Atos 3:19 - Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, e envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio.

Igrejas que Militam na Obra em Restauração

Participe de nossos cultos. Encontre uma Congregação mais próxima de você.

Carregando ...

Artigo - Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra. Do que se trata?

Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra. Do que se trata?

Com toda certeza, para os conhecedores da Bíblia, o texto é muito conhecido, porém muito deturpado por aqueles que não creem na possiblidade de Deus fazer com que alguém prosperidade, e por pessoas cheias de má fé, ávidas por tirar proveito daqueles cuja única coisa de Deus que buscam, é uma forma de prosperar nesta vida.

Publicado em 08/06/2023 - 3244 Visualizações - 0 comentários

Objetivo:
Vamos ao longo desse artigo, abordar sobre o real contexto em que o texto foi citado, e onde atualmente nós como cristãos, devemos e podemos aplicá-lo.

Destaques Referentes ao contexto:
Isaías 1:2-4 “Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o Senhor é quem fala: Criei filhos e os engrandeci, mas eles estão revoltados contra mim. O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende. Ai desta nação pecaminosa, povo carregado de iniquidade, raça de malignos, filhos corruptores; abandonaram o Senhor, blasfemaram do Santo de Israel, voltaram para trás.”

Isaías 1:7 “A vossa terra está assolada, as vossas cidades, consumidas pelo fogo; a vossa lavoura os estranhos devoram em vossa presença; e a terra se acha devastada como numa subversão de estranhos.”

Isaías 1:16-20 “Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer o mal. Aprendei a fazer o bem; atendei à justiça, repreendei ao opressor; defendei o direito do órfão, pleiteai a causa das viúvas. Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.”

Isaías 1:19 “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.”

Isaías 1:20 “Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do Senhor o disse.”

Exposição e Entendimento do contexto:
Para ser mais objetivo, e facilitar na compreensão, eu separei em 5 partes sendo:
Isaías 1:2-4 - Causa que atraiu a ira de Deus.

Nesse trecho é possível perceber o quanto Deus está aborrecido e decepcionado com seu povo, aquele a quem ele mesmo criou, deu a vida, sustentou livrou de todos os males, e naquele momento estava sendo ingrato e indiferente, mesmo ele tendo lhe feito apenas o bem, inclusive foi trazido à memória o comportamento dos animais em relação aos seus donos.

Nesse ponto Deus está dizendo que seu povo estava se comportando pior que os animais, devido a sua conduta, a forma como o ignoravam e não faziam caso de suas instruções, das suas leis, multo pelo contrário, se aprofundavam cada vez mais em toda devassidão e formas de pecado.

Isaías 1:7 - Castigo pelo pecado de forma extrema.

Aqui podemos observar o uso de uma forma clássica de Deus, quando os seus lhes eram ingratos e rebeldes, e a maneira mais comum dele agir, era fazendo com que não pudessem se alimentar, como nos casos em os midianitas e amalequitas levavam a comida do povo de Israel, que no momento não tinha fidelidade a Deus, citado em Juízes 6. O interessante é que em ambas passagens o povo chegava até plantar, porém não usufruíam da própria plantação, ou seja, no momento da colheita, vinha o inimigo e leva tudo que tinham plantado, diante de seus olhos.
Embora muitos não creem, mas a mesma coisa ocorre nos dias de hoje quando Deus quer chamar a atenção dos seus, de modo a se arrependerem e lhes serem fieis, e a certeza que podemos ter, é a de ser loucura querer viver em desobediência, mesmo quando há muito esforço, veja a palavra de Deus diz em salmos sobre isso.
Salmos 127:1,2 “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.
Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.” Resumidamente falando sobre esse texto de salmos: Deus facilita a vida dos seus fiéis.

Isaías 1:16-20 - Chamado para reconciliação.

Prestemos atenção nesse ponto, e façamos uma pergunta a nós mesmos, teria Deus prazer em nos manter debaixo de punição, mesmo sendo em consequência de nossos erros, enquanto há possibilidade de arrependimento e mudança de atitude? A resposta é certa que não, por isso o Senhor dá a solução e chama o seu povo ao arrependimento, a purificação e se dispões a ouvi-lo, mostrando-se disposto a ouvir sua queixa, sua argumentação, e deixá-lo livre de toda culpa se viesse ao arrependimento e mudasse de atitude, o habilitando para voltar a prosperar em sua presença.

Isaías 1:19 – Acordo e promessa de recompensa pela fidelidade.

O fala de Deus “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra” não é outra coisa senão uma promessa de recompensa nesta vida e nesta terra, aos que forem fiéis. E vale destacar que essa promessa é de prosperidade na terra, recompensa pela fidelidade de seus servos enquanto estivem na terra, indo ao contrário do que muitos imaginam e até lutam contra, no caso, cristãos que se julgam super espirituais e abnegados nessa vida, sem qualquer interesse terreno.
É importante também relembrar que todo acordo de recompensa exige uma contra partida, por isso que foi dito “Se quiserdes e me ouvirdes”, na contramão dos que são vendedores da ideia de prosperidade sem esforço real para com Deus, para que a pessoa possa usufruir dessa verdade, não basta apenas querer, mas também ouvir, aí fica a pergunta ouvir o que? O próprio texto diz, ouvir o Senhor, dar atenção a sua Palavra, crer verdadeiramente vivendo as suas doutrinas, andando em santidade de modo a agradá-lo no nosso dia-dia.

Isaías 1:20 - Consequência da permanência no erro.

Como houve a promessa de recompensa aos que ouvissem e obedecessem a voz do Senhor, também foi fixada a sentença aos desobedientes, diante disso, é sempre bom refletirmos, o que eu vou querer receber do Senhor, a recompensa ou a sentença? As nossas atitudes dirão por si só.  
Por que não acontece na vida de todos?
Romanos 1:16
“Não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, depois do grego. 17 Pois nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: O justo viverá pela fé.”

Entendendo o motivo da estagnação de muitos:
Conforme foi cidade mais acima, são muitos os que pregam contra a bondade de Deus, até mesmo de forma involuntária, porque não se conformam em ver alguns prosperarem, e muitas vezes perceberem que a si mesmo continuam estagnados, em relação a isso o que podemos dizer é: Creram na boa nova que fala a respeito do assunto, para que pudessem usufruir do poder de Deus em suas vidas nesse sentido?  Se pregam contra a verdade é que não creram, e a Palavra de Deus não deixa de ser verdade independente do tempo, pois como está escrito em Romanos, o poder do evangelho é para salvação daquele que crê, sendo assim quem não crê continuará perecendo no seu mundo de ignorância.   

Complemento adicional:
Nos textos já abordados de Isaías, fica evidente que o povo não estava tendo o melhor de Deus nesta terra, devido a desobediência (falta de relacionamento sincero com Deus), tendo como consequência suas plantações levadas por estranhos. Isaías 1:7, por isso o Senhor os chama para uma conversa em Isaías 1:18, e promete em Isaías 1:19 que se quisessem e ouvissem sua Palavra, comeriam o bem desta terra, versículo esse também em outras traduções colocado como "comer o melhor desta terra".

Sendo assim, não podemos sair do contexto original, quando falarmos desse assunto, precisamos deixar claro que quando foi dito comereis, a referência é a comida física, tal como: arroz, feijão, carne, etc. ou seja, coisas desta terra, porém destacou-se que para usufruir dessa promessa, teriam que dar ouvidos, querendo de todo coração, ou seja, crendo de fato na Palavra de Deus, de modo que isso resultasse em suas atitudes verdadeiramente, e isso também é o evangelho, a boa nova, que se crermos como diz em Romanos  1:16 veremos o poder de Deus em nossas vidas, já aqui na terra, e ainda a certeza de no povir termos a vida eterna.

Sabemos que o conceito de bem desta terra, ou melhor desta terra, em termos de comida, pode ser tratado de forma relativa, pois muitos gostam demais de jiló por exemplo, mas ainda assim é comida dessa terra, mas se isso não acontecer em nossas vidas, de maneira nenhuma devemos tentar deturpar o significado das escrituras para podermos ficarmos de bem com nossas consciências, ou tentar consolar alguém.

Podemos ignorar essa tão importante promessa?
Sabemos da existência de muitos que dizem não se importar com as questões terrenas, e que vale mais é buscar o reino de Deus, mas questão maior é estar em concordância com a Palavra de Deus, pois também faz parte do Reino de Deus usufruir do que ele para seus filhos, bem como viver na sua total dependência, por isso a necessidade de ouvirmos atentamente suas palavras, suas orientações, de modo que elas influenciem em nossas atitudes verdadeiramente.

Os pregadores da Palavra de Deus, não podem nem acrescentar nem diminuir, se Deus falou, Ele é fiel para cumprir, quem quiser usufruir de suas promessas que corra atrás, tenha sua vida alinhada com as escrituras e alcance o coração de Deus.

Nosso foco não é essa vida, mas podemos e devemos contar com Deus enquanto estivemos aqui.
O foco do Cristão deve ser Cristo, nem só de pão vive o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus, mas o que já saiu da boca de Deus é poder na vida daqueles que crerem.

Paulo já falou: 1 Coríntios 15:19 “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” Dessa forma podemos esperar em Cristo nessa vida, e muito mais ainda desejar viver com ele eternamente, pois ele é para essa vida e, também para a eternidade, devendo com toda certeza priorizar a eternidade.
Deus não tem prazer nenhum em nos manter com privações, inclusive o que mais é patente são pessoas chorando por estarem em privações, dificilmente se ouviu falar de alguém triste por não ter recebido um dom de visão. língua estranha, profecia etc., no entanto, são incontáveis as pessoas que são vistas passando necessidade, mesmo as que dizem ser cristãs.

Se gostou, compartilhe!!!

Que Deus abençoe grandemente tua vida. 

 
 

Deixe seu comentário

Preencha os campos abaixo para comentar

Digite seu nome
Digite seu e-mail
Digite seu comentário
Igrejas que Militam na Obra em Restauração 2024 - Todos os Direitos Reservados