Carregando...
Atos 3:19 - Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, e envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio.

Igrejas que Militam na Obra em Restauração

Participe de nossos cultos. Encontre uma Congregação mais próxima de você.

Carregando ...

Artigo - A Ceia do Senhor

A Ceia do Senhor

A celebração da páscoa nasceu na saída do povo de Deus do Egito, para comemorar a sua libertação, também conhecida como festa dos Pães ázimos

Publicado em 29/06/2015 - 1871 Visualizações - 1 comentário

A celebração da páscoa nasceu na saída do povo de Deus do Egito, para comemorar a sua libertação, também conhecida como festa dos Pães ázimos, (ÊX 23:15) - A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado no mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim, se inicio na saída do povo de Deus do Egito,  (ÊX 13:3), e  Moisés disse ao povo: Lembrai-vos deste mesmo dia, em que saístes do Egito, da casa da servidão; pois com mão forte o Senhor vos tirou daqui; portanto não comereis pão levedado, (que levedou ou que contenha fermento), Os pão ázimo era o símbolo da pureza, não se podia oferecer nada ao Senhor que tivesse fermento, (LV 2:11), Nenhuma oferta de alimentos, que oferecerdes ao Senhor, se fará com fermento; porque de nenhum fermento, nem de mel algum, oferecereis oferta queimada ao Senhor.

Entendam bem amados! De tudo que se oferecia ao Senhor não podia conter fermento, veja os exemplos a seguir e medite, pois a palavra de Deus tem que se obedecida, temos que entender a revelação do Senhor, e não copiar os que as denominações fazem, pois temos a revelação, e não andamos pela vontade do homem e seus princípios, mas sim pela revelação que há na palavra de Deus.

(Malaquias 1:6,7), O filho honrará o pai, e o servo a seu senhor; e se Eu sou o Pai, onde está a minha honra? Diz o Senhor dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e disseste: em que desprezamos nós o teu nome? Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: a mesa do Senhor é desprezível.

Se na comemoração da ceia se oferece pão que contenha fermento, como corpo do Senhor, então certamente quem o faz está fazendo que a mesa do Senhor seja imunda, medite o corpo de Cristo não contém fermento, pois o fermento simboliza o pecado, medite amados na santa palavra, e faça conforme o mandamento do Senhor, e não dos homens.

(ÊX 23:18), Não oferecerás o sangue do meu sacrifício com pão levedado. (pão que contém fermento), Não podia usar o pão levedado, (com fermento). O sangue do sacrifício par nós hoje é o vinho, então amado, o sangue que é representado pelo o vinho não pode ser oferecido com pão levedado (que contém fermento).

(LV 23:6) -  E aos quinze dias deste mês é a festa dos pães ázimos do Senhor; sete dias comereis pães ázimos. Veja! Comerás Paes ázimos, não era pão com fermento, pois o pão com fermento servia para a alimentação deles no seu dia a dia, mas não na época que se celebrava a páscoa ao Senhor.

(ÊX 13:4) Hoje, no mês de Abibe, vós saís. Veja! Foi no mês de abibe, que eles saíram do Egito, e era nesse mesmo mês que eles comemoravam a páscoa, ou seja! Uma vez ao ano, Lembrando que o calendário judaico não tem variações como o nosso calendário, por isso que no nosso calendário a Ceia do Senhor deve ser ministrada entre o mês de Março e Abril, e o mandamento do Senhor é para que se guarde está palavra de ano em ano, a festa da páscoa é comemorada uma vez ao ano, (ÊX 13:10), Portanto tú guardarás este estatuto a seu tempo, de ano em ano. (LV 23:5), No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do Senhor. Veja bem! Não era todo dia, nem toda semana, nem muito menos uma vez ao mês, mas sim de ano em ano, esse é o mandamento do Senhor.

Era necessário o sacrifício de um cordeiro por família, se a família fosse pequena, seria um cordeiro para duas famílias, (Êxodo 12:1, 5), não podia haver desperdício, pois o Senhor Deus nunca se agradou de crentes que desperdiçam o que possuem, então cada família tinha que matar um cordeiro e se o cordeiro fosse muito para a família, então duas famílias tinham que dividir o cordeiro. Assim faziam os judeus à comemoração da páscoa, mas com a vinda Do Senhor Jesus Cristo algumas coisa foram mudadas. Pois nele foram cumpridas a lei e a páscoa.

A última páscoa e a ceia do Senhor

No livro de Mateus 26:17, o texto fala sobre a última páscoa e a  ceia do Senhor, ou seja: aqui foi a última páscoa, e aqui se iniciou a ceia do Senhor, pois aqui foi o inicio da ceia, saiu a cordeiro do velho testamento e entrou Jesus o cordeiro que morreu em nosso lugar, saiu o sangue do cordeiro que era jogado sobre o povo para purificação, e entrou o sangue de Cristo, o cordeiro de Deus que foi derramado pelos nossos pecados, e agora a ceia do Senhor é comemorada com o pão ázimo como símbolo do corpo de Cristo e o vinho da videira, como o sangue de Cristo.

Sabemos que a Páscoa era celebrada de ano em ano, conforme podemos confirmar em Êxodo 12 : 1 ao 14 e 13 : 10.

Tendo em mente que é em memória, podemos entender que é uma comemoração, a exemplo do dia do soldado (em memória aos soldados), é uma comemoração é celebrada uma vez por ano, assim como o aniversário. O Apóstolo Paulo em I Coríntios 11: 24 e 25, deixa claro que é em memória do Senhor.

O mês em que era realizada a Páscoa era o mês de Abibe, no calendário Judaico, que no nosso calendário é aproximadamente o mês de Abril.

Outro detalhe é que em nenhum texto Bíblico vemos  mudança do período de celebração da Páscoa ou da Ceia do Senhor.

Com a vinda do mestre a essa terra, Ele mesmo desejou participar da páscoa, e disse isso aos seus discípulos que logo se interessaram em prepará-la.

(LC 22:15), E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça; o desejo do Senhor Jesus estar presente em sua ceia, mas para Ele estar, é necessário que se faça tudo conforme a sua vontade.

(MT 26:17), E, no primeiro dia da festa dos pães ázimos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que façamos os preparativos, para comeres a páscoa? Vejam bem! Os discípulos perguntaram ao Senhor onde Ele queria que eles fizessem os preparativos para a páscoa, ou seja! Eles se colocaram a disposição do Mestre, ao seu desejo e a sua vontade, não se importavam com o que os outros queriam, ou pensavam, mas sim com o que o Senhor Jesus queria, seja assim você também, se coloque a disposição do Senhor Jesus.

(LC 22:8), E mandou a Pedro e a João, dizendo: Ide, preparai-nos a páscoa, para que a comamos. Esse preparai-nos, não tem a ver só com o lugar, mas sim com toda a ceia, eles foram preparar a ceia, da forma que era para ser feita, com o pão sem fermento, e esse mandamento é para cada um de nós também, ide e preparai.

(LC 22:12), Então ele vos mostrará um grande cenáculo mobiliado; aí fazei preparativos. Aqui o Senhor Jesus fala sobre um homem que cedeu o seu estabelecimento para eles prepararem a páscoa, Seja onde for, num templo, numa casa, em baixo de uma árvore, dentro de um barco, ou mesmo que seja no espaço, mas, o dever é fazer todos os preparativos, não pode faltar nada.  (LC 22:13), E, indo eles, acharam como lhes havia sido dito; e prepararam a páscoa.
Amados, certamente o pão da padaria que contém o fermento, é necessário para a nossa alimentação, não há problema algum, mas para servir como o corpo de Cristo, não dá! Pois temos a capacidade de fazer o pão ázimo, sem fermento, aquela história da carochinha que muitos contam de que se orar o Senhor purifica, isso não é verdade, pois nós podemos fazer da maneira certa, se você tomar um copo de veneno sem saber que nesse copo contem veneno e você estiver com a vida no altar, você não morrerá se tomar, como diz no livro de  Marcos 16:18, mas se você saber que no copo tem veneno e orar crendo que não vai morrer se tomar, você estará tentando a Deus, ai você vai acordar, nem te falo onde...

Quanto eu fazia parte de uma denominação, e era o tesoureiro, eu era responsável para comprar o chamado vinho da ceia para apresentar como o simbólico  sangue de Cristo, para economizar eu comprava do ki-suco mais barato que tivesse, agora você acha que Deus se agradava disso? Mas quando tive a revelação, deixe das coisas do homens, e agora faço conforme a palavra do Senhor.

Muitos dizem que orando Deus transforma, será? Você pode espremer a uva e fazer o vinho para a ceia, tudo você pode fazer, ou seja, preparar, então prepare, e para com esse negocio de querer enganar a Deus.

Cristo nossa páscoa

Amados, vejam que a besta e a multidão dos seus comércios tentam enganar o povo de Deus, pois analise, muito dos chamados crentes, participam no mês da páscoa do mesmo modo que a besta e seu comercio, pois no mês da páscoa há a idéia de que o coelho é o símbolo da páscoa, pois o chamado ovo da páscoa é a maior marca deste comercio no mundo inteiro, não se deixe enganar, pois sabemos que nem o coelho, nem o seu tal ovo de páscoa, nunca foram símbolos da páscoa, não se deixe enganar, dizendo que isso não tem problema, aquilo também não, pois isso é uma zombaria com a palavra de Deus, pois Cristo o nosso Senhor, Ele sim, é o verdadeiro e único emblema da páscoa.

(1CO 5:7), Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. Semelhante ao cordeiro pascoal era sem defeito.

Cristo, o cordeiro que, sem mancha e sem defeito foi uma única vez oferecido por nós, se o cabrito e o cordeiro do velho testamento eram oferecidos a cada ano, o Senhor Jesus em uma única vez se entregou a mote e morte de cruz por nós, como o cordeiro pascoal, por isso que o apostolo afirma, Cristo nossa páscoa.  Por isso hoje não comemos ervas amargas, nem matamos um cordeiro, pois o nosso Deus se entregou por nós transformando a páscoa em ceia do Senhor.

(ÊX 12:5), O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, (1PE 1:18), Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais.

Saía da tradição ou costumes errados, e obedeça a Cristo, porque foi ele e não o pastor, a família, a denominação, mas sim, Cristo Jesus, então obedeça a Ele e a sua santa palavra.

(1PE 1:19), Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.

Vamos celebrar a ceia do Senhor, de todo o coração, em toda a santidade, e do modo como o Senhor deseja, na sinceridade e na verdade da sal palavra.

(1CO 5:8), Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade. Seja sincero diante do Senhor, pois quanto mais obediência mais bênçãos.

O  lava Pés

(JO 13:2), E, acabada a ceia, tendo o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse.
(JO 13:3), Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Deus e ia para Deus.
(JO 13:4), Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se.
(JO 13:5), Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxuga-los com a toalha com que estava cingido.
(JO 13:6) -  Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim?
(JO 13:7), Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.
(JO 13:8), Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo.
(JO 13:9), Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça.
(JO 13:10) -  Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos.
(JO 13:11), Porque bem sabia ele quem o havia de trair; por isso disse: Nem todos estais limpos.
(JO 13:12), Depois que lhes lavou os pés, e tomou as suas vestes, e se assentou outra vez à mesa, disse-lhes: Entendeis o que vos tenho feito?
(JO 13:13), Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou.
(JO 13:14), Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros.
(JO 13:15), Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.
(JO 13:16), Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou.
(JO 13:17), Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes.

Analise bem o texto! E, acabada a ceia, note bem o que o Senhor Jesus fez quando a bíblia relata sobre o termino da ceia, ceia significar, refeição da noite, então após eles participarem do corpo e sangue de Cristo, o Senhor Jesus pegou uma bacia, colocou água e começou a lavar os pés dos discípulos com a toalha com que estava cingido, e chegando até Pedro, Pedro disse ao Mestre, nunca me lavarás os pés, Jesus lhe disse: “O que faço não sabes tu agora, mas tu o saberás depois”. Muitos dizem que  lavar os pés após a ceia era um costume judaico, não, não era, pois se fosse Pedro não teria interrompido o Senhor, sendo ele um judeu.

Depois que o Senhor Jesus lavou os pés de todos, começou a lhes falar, entendeis o que vos tenho feito, Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Analise a palavra Jesus é Senhor e Mestre,  Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros, muitos falam que é humilhação lavar os pés do seu irmão, nã0! Não é humilhação, mas um sinal de humildade, o que é bem diferente. Mas se o Senhor Jesus lavou os pés,  porque muitos querem ser maior do que Ele, e não querem lavar os pés dos seus irmãos, pois é mandamento do Senhor e não um costume como muitos dizem, veja o que o Senhor Jesus ordenou: Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros.

Vós deveis! Essa palavra é imperativa, é uma ordenança,  é um mandamento, , e porque muitos não obedecem, dizendo que é costume, não! Não é, esta é à vontade de Nosso Senhor e Salvador, então temos que cumpri-la. Vós deveis também lavar os pés uns aos outros.

Tem pessoas que querem ser maior do que o Senhor Jesus, não obedecendo a sua palavra, pois se o Senhor e mestre lavou os pés porque você não faz o mesmo, pois, que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou. Agora se você é maior do que o mestre, que creio que não é, faça segundo a sua própria vontade, mas se você se diz um servo fiel, obedeça a palavra de Deus em tudo.

Após essa passagem a igreja continua obedecendo à palavra de Deus, veja e analise! (1TM 5:9), Nunca seja inscrita viúva com menos de sessenta anos, e só a que tenha sido mulher de um só marido;

(1TM 5:10), Tendo testemunho de boas obras: Se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra.

Note! Se lavou os pés aos santos, esta passagem nos relatam que as mulheres também devem participar de toda a ceia, ou seja! A irmã deve lavar os pés aos santos, pois o mandamento do Senhor é, vós deveis também lavar os pés uns aos outros, não pode haver nenhum tipo de divisão no meio da igreja, mas em tudo devemos compartilhar com os nossos irmãos. Lavar os pés uns aos outros.

Devemos nós obedecer a Deus e não aos homens, medite nesse estudo e procure agradar ao Senhor Jesus, pois Ele é o único que pode te salvar, mas! Se obedeceres aos seus mandamentos. Saia do meio da apostasia, dos costumes da besta e dos falsos profetas, e sirva somente ao Senhor Jesus.

Obra em Restauração

Ibitinga - SP

Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. - Provérbios 3:5

Deixe seu comentário

Preencha os campos abaixo para comentar

Digite seu nome
Digite seu e-mail
Digite seu comentário
Igrejas que Militam na Obra em Restauração 2019 - Todos os Direitos Reservados