Carregando...
Atos 3:19 - Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor, e envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio.

Igrejas que Militam na Obra em Restauração

Participe de nossos cultos. Encontre uma Congregação mais próxima de você.

Carregando ...

Artigo - Basta mesmo seguir estes itens Doutrinários? : "Abster-se das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue"

Basta mesmo seguir estes itens Doutrinários? : "Abster-se das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue"

O texto que será a base deste estudo se encontra em Atos 15:28-29 é: “Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá. ”

Publicado em 28/07/2021 - 1640 Visualizações - 2 comentários
Você provavelmente já ouviu alguém falando do texto de Atos 15:28-29.
Mas seria este um resumo das Doutrinas de Jesus? Podemos simplesmente nos limitar a estes itens Doutrinários, quando desejamos herdar a salvação eterna?

Quando o assunto é servir a Deus verdadeiramente, com o propósito de ser fiel a ele, para assim herdar a vida eterna, muitas dúvidas surgem, e nos questionamos sobre o que seria realmente necessário ser feito, para atingirmos este objetivo.
Vemos por exemplo na Bíblia, uma passagem onde um jovem rico que se aproxima de Jesus para tirar essa dúvida, veja como ele fez em Mateus 19:16: “E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna? ”

Podemos ver através deste texto, que o jovem estava preocupado com a salvação, muito embora estivesse dividido em seu coração, o que é uma realidade até para nós, em algumas situações. Ao observar a Palavra de Deus, vemos que em vários outros textos é falado dos pré-requisitos para salvação. Esta não é a única passagem que aborda a questão do que é necessário para poder herdar a vida eterna, pois os discípulos do Senhor Jesus, sempre quiseram saber como agradá-lo, para que pudessem ser salvos da condenação eterna.

Neste estudo vamos tratar do texto inicialmente mencionado, que é muito usado como argumento, para tentar simplificar as obrigações de muitos que se intitulam cristãos, porém se trata de um texto que usam fora de seu contexto original, de forma isolada, na tentativa de justificar condutas questionáveis e infundadas, dos não conhecem e nem se interessam em saber, como deve ser a maneira de viver dos discípulos de Jesus Cristo.

Reforçando novamente, estamos falando do texto que se encontra em Atos 15:28-29 é:  “Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá. ”

Com certeza você já ouviu alguém cintando este texto com a boca cheia, inclusive em alguns casos até querendo se amparar em outro texto também isolado, o qual diz que somos salvos pela graça, mas quem deseja agradar ao Senhor Jesus, com sua vida em todos os sentidos, deveria se firmar apenas em textos sem contextos como regra de fé? Os servos de Deus deveriam viver Ignorando tudo que Deus deixou para fazermos, tendo instruído primeiramente seus apóstolos? Vamos nos aprofundar nesse assunto, de forma a deixar claro do que se trata esta abordagem e à que se aplicou.


Texto completo e seu contexto:
Atos 15:23-31.  “E por intermédio deles escreveram o seguinte: Os apóstolos, e os anciãos e os irmãos, aos irmãos dentre os gentios que estão em Antioquia, e Síria e Cilícia, saúde.

Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, não lhes tendo nós dado mandamento, pareceu-nos bem, reunidos concordemente, eleger alguns homens e enviá-los com os nossos amados Barnabé e Paulo, homens que já expuseram as suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.

Enviamos, portanto, Judas e Silas, os quais por palavra vos anunciarão também as mesmas coisas.

Na verdade, pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá.

Tendo eles então se despedido, partiram para Antioquia e, ajuntando a multidão, entregaram a carta. E, quando a leram, alegraram-se pela exortação. “


Esclarecimentos necessários:
A maioria das pessoas alegadamente cristãs, quando questionadas sobre a forma que apresentam diante da sociedade, e a postura com que agem diante de inúmeras situações, usam o texto base deste estudo como argumento (Atos 15:28-29), sugerindo se tratar de um resumo doutrinário, ou seja, que não há necessidade de observar mais nada além disso, e tal posição se dá em diversas situações, pois querem encobrir o erro da prática da sensualidade, dos vícios e de muitas outras cargas mundanas, sendo estes, comportamentos de pessoas sem qualquer referência a Jesus Cristo, as quais levarão consigo muitos para a condenação.

A Bíblia ordena para que os cristãos sejam em tudo irrepreensíveis:
Pois os que que assim procedem, tentando ir por atalhos, ignoram a verdade, de que se alguém de fato está em cristo, nova criatura é, ou seja, a pessoa que é realmente transformada, nascida de novo, não tem nada questionável, nem possui qualquer traço que remeta ao velho homem, enfim, não é possível que se crie alguma relação dessa pessoa nascida de novo, com alguém sem compromisso com o evangelho, visto que a Bíblia ordena para que os cristãos sejam em tudo irrepreensíveis, veja: 1 Tessalonicenses 5:23 “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”

Entendimento errado do texto:
Vemos que existe um entendimento totalmente em relação a Atos 15:28-29, e as denominações se firmam nele para justificar suas condutas apóstatas, tentam minimizar as ações de quem está longe da verdade, sugerindo estarem em conformidade com as escrituras sagradas.

Vale lembrar que o referido texto de Atos, veio de encontro a uma necessidade específica para tratar uma questão em relação a necessidade de circuncisão, sendo assim, podemos afirmar que é errado se basear apenas neste texto, toma-lo como alicerce, dizendo não ser necessário ter nenhuma outra preocupação quanto ao proceder cristão. Tanto é verdade visto que não foi abordado neste texto as questões dos vícios e da lascívia que é a sensualidade por exemplo, práticas essas que também levam a condenação.

Obedecer aos ensinamentos de Jesus seria um peso, uma carga?
Os que se firmam apenas no texto de Atos 15:28-29 como regra de fé, o fazem por alegarem não poder colocar peso sobre àqueles que recebem a cristo, aí questionamos, obedecer ao que Jesus mandou seria um peso?
A certeza que temos que é que se não houver conversão, transformação, enfim, se não existir um desejo verdadeiro de agradar a Jesus, tudo será encarado como pesado, como carga, se tornando sim algo difícil de ser realizado. Mas como falamos de pessoas transformadas de coração, que são inclinadas paras as verdades do Mestre, tudo será feito por prazer, como forma de agradá-lo, e assim sendo, nunca será pesado obedecer a sã doutrina, do mesmo modo que não é pesado fazer algo para agradar a alguém que amamos, pois, nosso amor a Deus deve ser acima de todas coisas, e o próprio Jesus disse que seu fardo é leve.

É mais importante agradar a Deus ou a homens?
Ainda sobre a questão de agradar ao Senhor acima de tudo, vemos muitas práticas dedicadas à pessoas ou à algo momentâneo, em nome de um amor tão difundido pelo mundo, e em nome desse de tal amor, muitos fazem coisas absurdas, e questionáveis para qualquer um, menos para quem as pratica.
As pessoas não medem esforços para agradar aos seu queridos, ou à si mesmo, fazem de tudo sem questionar e sem aceitar questionamentos, no entanto quando o assunto é obedecer a Deus em todos os sentidos, lhes sendo obedientes e andando em seu caminho, vivendo nas doutrinas santas, bem, neste caso, tudo é motivo de questionamentos e tido como difícil.
Paulo tem uma postura que deve ser imitada em Gálatas 1:10 “Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo.”

Os cristãos verdadeiros devem ser luz do mundo, fazendo a diferença:
Numa demonstração de acovardamento em relação a ser exemplo na sociedade, no que se refere a vida espiritual, e também por não quererem ser questionados, devido a vergonha de serem diferentes, porque deveriam andar na contramão deste mundo tenebroso, muitos preferem andar de qualquer maneira, se assemelhando aos que não professam nenhuma fé em Jesus, sendo iguais a eles em todos os seus comportamentos e costumes estranhos, e assim também ofuscados.
Tal conduta é perigosa, pois quando alguém que deveria ser luz do mundo, não brilhar, fazendo a diferença na escuridão, deve se questionar se já não se apagou, ou se também faz parte das trevas.

A graça não pode ser usada como pretexto para andar de qualquer maneira, pois ela só é alcançada por meio da fé, a qual é demonstrada quando se obedece aos mandamentos do Senhor Jesus:
Os que desejam viver uma mentira, quando indagados de forma mais veemente quanta esta interpretação, quase sempre usam uma parte de outro texto que se encontra em Efésios 2:8 e que de forma completa diz: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.. ”. Mas nas argumentações, só dizem que somos salvos pela graça, no entanto não falam do que é necessário para alcançá-la.
Observando minunciosamente também este texto, junto ao seu contexto, e comparando com a forma que é usado, concluímos que o sentido completo do texto, não tem nenhuma relação com deixar de cumprir as ordenanças de Deus, ou seja, ser salvo pela graça, não que significa que temos liberdade para pecar deliberadamente, levando a vida conforme queremos, deixando os princípios básicos do que é ser santo.

É a fé por meio da qual alcançamos a graça, que faz com que nós acreditemos em tudo que Jesus deixou, e obedeçamos a sua Palavra, pois demonstramos nossa fé somente quando obedecemos aos seu mandamentos, veja o que ele mesmo disse em João 15:14: “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. ”, mas se a decisão for manter os laços com o mundo, neste caso é o mesmo que optar por se inimigo de Deus, veja como Tiago fala do assunto em   Tiago 4:3-5: “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? ”. OBS: Torcer o significado da Palavra de Deus, para querer viver pecando de consciência limpa,  também é adultério, pois se trata de uma violação do que é certo.

A geração mergulhada na apostasia:
Se atentarmos com atenção para a Palavra de Deus, mais especificamente para o texto em 2 Timóteo 4:1-4, vamos entender que tem se cumprido o que fora dito pelo apóstolo Paulo, pois já de muito tempo denominações e mais denominações tem surgido, porém sem qualquer compromisso com a sã doutrina, sou seja, não há preocupação alguma com as instruções santas vindas da parte de Deus, ao contrário preferem se firmar em fábulas, embora também não sigam,  usam como argumentos as instruções de Atos 15:28-29, as quais foram necessárias porque os judeus estavam querendo que os gentios convertidos também fossem circuncidados, o que não fazia e nem faz nenhum sentido, pois como foi dito por Paulo, a maior circuncisão é a do coração, a qual se dá mediante uma aliança real com o Senhor, em Romanos 2:28,29: “Porque não é judeu o que o é exteriormente, nem é circuncisão a que o é exteriormente na carne. Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus. ”

Vivemos em uma geração em que claramente pessoas sem qualquer desejo de viver em santidade, se enveredaram pelo caminho do erro, deixando evidente o que já estava predito, Veja o que disse Paulo:  “Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. ”

É lamentável, porém se trata de uma verdade constante no mundo todo, embora sejam muitos os que se intitulam cristãos, apena a minoria realmente se preocupa com a Salvação, e com o que é necessário para alcançá-la.

Fuja da porta larga e dos falsos profetas:
Em Mateus 7:13-16 Jesus instruindo seus discípulos disse: “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? “

Qualquer um que deseja ser salvo por Jesus, precisa também se atentar para o que ele disse, pois a maioria tem andado do jeito que bem deseja, indo a qualquer lugar, em busca na maioria das vezes de coisas para esta vida, e por assim fazerem, pessoas a muito tempo estão sendo enganadas pelos falsos profetas, os quais se firmam em textos isolados. E o fazem por só querem tirar proveito dos incautos, e não lhes garantir que estão em obediência a Palavra de Deus. Quem não quiser ser iludido basta observar o que é evidente, pois Jesus já disse: “por seus frutos os conhecereis”, esta é uma dica de ouro, preste bem atenção, quais tem sido os frutos daqueles que querem extorquir as pessoas? Quantas pessoas através desses enganadores têm sido libertas de fato das garras do inimigo e se convertendo à Deus, para lhes serem fiéis a sua Palavra?

O povo de Deus é aconselhado a sair desses movimentos mundanos, disfarçados de religiosidade:
O que temos visto é uma tremenda falta de compromisso, tanto dos enganadores, quanto daqueles que são enganados, pois com suas posturas sensuais e suas pinturas, demonstram suas vaidades diversas, trilhando com seus apetrechos no cabelo, nos punhos pescoços e orelhas. Com foco apenas em coisas terrenas, andam de mãos dadas com o mundo, entrando em portas largas, onde  não lhes questionam sobre tais práticas mundanas, seguindo desvairadamente para condenação eterna.
Veja Jesus dizendo em Apocalipse 18:4 “E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.”


Um novo mandamento, não anula os demais:
Em João 13:34,35 vemos Jesus dizendo: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. ” Este texto também não tem como propósito resumir as doutrinas, como alguns costumam dizer, pois se trata de um novo mandamento dado, este precisa ser somado aos demais que já tinham sido dados pelo próprio Senhor, tanto é que não está aberta a possibilidade de nós não amarmos ao Senhor de toda a nossa força e de todo nosso entendimento, visto que é o primeiro mandamento.

Veja o que Jesus responde a alguns em Marcos 12:28-34: “Aproximou-se dele um dos escribas que os tinha ouvido disputar, e sabendo que lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos?
E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes. E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus, e que não há outro além dele; E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios. E Jesus, vendo que havia respondido sabiamente, disse-lhe: Não estás longe do reino de Deus. E já ninguém ousava perguntar-lhe mais nada.”


Observe que foi mencionado apenas sobre o primeiro e o  segundo mandamento, evidenciando que os demais mandamentos do Senhor Jesus se mantém para todos nós, obviamente que não estamos falando dos mais de seiscentos mandamentos que surgiram à partir das invenções judaizantes, mas sim do que o Senhor deixou inicialmente à Moisés, tendo sido escritos na tábua da lei, e do que instruiu aos seus apóstolos durante os tempo que esteve entre eles, de forma complementar as suas ordens, sendo por exemplo a necessidade do batismo em seu nome, a celebração da ceia e lava-pés, o uso do véu pela mulher cristã, e todos os demais em relação a santidade de quem o serve, ou seja, está a serviço dele.

 

Seria possível resumir a sã doutrina?
Obviamente que se trata de uma tarefa difícil resumir os ensinamentos de Jesus, mas podemos atentar para alguns pontos chaves que os servos de Deus devem seguir, fazendo com que sejamos diferenciados do mundo, não abrindo não é claro das instruções dadas em Atos 15:28-19. 
Estamos considerando que o intuito daquele que levanta a bandeira do evangelho, seja ser salvo pelo Senhor Jesus, sendo assim precisamos lembrar do que foi dito em relação aos que ficarão de fora, ou seja, dos que não serão salvos. O conselho é que tenhamos ações de forma contrária a essas práticas condenatórias.

Veja o que é dito em Gálatas 5:19-21: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.
Veja também em Apocalipse 22:15: “Mas, ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.”

Quando comparamos os dois textos, a lista de itens do apocalipse aparenta menor correto? Mas não se engane, os demais itens estão embutidos no que consta no final do versículo 15 do capítulo 22 de Apocalipse, isto é: “e qualquer que ama e comete a mentira. ”  Sendo assim, tudo que contraria a santidade necessária à Deus, são mentiras ditas, porém amadas e cometidas, pelos que não tem compromisso com a sã doutrina, logo quem as pratica, se não mudarem de postura, não serão salvos de acordo com as afirmações bíblicas, pois o Senhor Jesus é o caminho a Verdade e a Vida.

Muitos com a narrativa de se tratar de usos e costumes, e que cada país tem os seus, ignoram por exemplo o fato da mulher não poder vestir roupas de homens e vice-versa, colocaram em dúvida a necessidade da mulher precisar cobrir-se com o véu para orar e profetizar, deixam de lado a necessidade de haver decência no modo tanto dos homens quanto das mulheres ao se apresentarem à Deus, e ao mundo como luz.

Não são poucos os que denominados evangélicos, que negligenciam a necessidade de se prestar um culto voltado unicamente para Deus, desconsiderando inclusive a necessidade de se atentar para as Escrituras Sagradas de forma espiritual, pois apenas dessa maneira, seria possível entenderem que a celebração da ceia é coisa santa, não devendo ser utilizada como forma de ajuntar pessoas numa congregação, para poder extorqui-las mensalmente ou trimestralmente como muitos o fazem.
Basta atentar para a Palavra de Deus espiritualmente, para que entendam que a ceia deve ser realizada anualmente, tendo como elementos o pão ázimo (pão sem fermento), o vinho puro (sem adição de álcool, ou qualquer outra coisa) e depois complementado do lava-pés como fez Jesus.

Com a santificação de suas vidas, entenderiam também ao ler as Escrituras, que é necessário haver comunhão entre os irmãos, os quais não teriam malícia ao cumprimentar-se com a saudação com ósculo santo. Ficaria simples entender que por haver um só Deus e Senhor o qual é Jesus, não é aceito qualquer possibilidade de divisão, mas sim a existência de unidade no corpo. Em razão disso Jesus ele deu seu nome para sua família, tanto nos céus como na terra, a qual está filiada a este nome, sendo por isso que devemos receber seu nome no batismo, indicando que queremos fazer parte desta família. Este ato é a maneira de confessarmos a ele e ao mundo nossa fé em Jesus, pois não à toa que em atos 4:12 é dito que este nome Jesus, é único nome que salva.

 

Conclusão:

De forma categórica podemos afirmar que o texto mencionado como base para estudo, é utilizado de forma errada para justificar práticas questionáveis, porém para o cristão verdadeiro, resta obedecer ao Senhor Jesus, entrando pela porta estreita conforme ele mesmo orientou, pois, assim fazendo estaremos em conformidade com as suas instruções.

Que nosso Senhor te abençoe grandemente, lembrando sempre de que precisamos crescer na graça e no conhecimento de Deus.

Deixe seu comentário

Preencha os campos abaixo para comentar

Digite seu nome
Digite seu e-mail
Digite seu comentário
Igrejas que Militam na Obra em Restauração 2021 - Todos os Direitos Reservados